[PT] Chile-Argentina: Comunicado 82 de ITS: Reivindicação de Atentado Frustrado Contra Presidente da Metro

Traducción al portugués del comunicado 82 de ITS.

Estamos de volta, a máfia se estende e cria redes do norte ao sul e de leste a oeste. Cruzamos a cordilheira como nossos ancestrais que se moviam de um lugar a outro por serras nevadas para fazer trocas, só que desta vez não foi uma troca de alimentos, peles ou gado, desta vez transportamos um artefato explosivo, especificamente um pacote-bomba, engenho que foi confeccionado por um cúmplice artesão das terras do oeste e que, sem dúvidas, como já foi demonstrado em atentados anteriores, sabe trabalhar muito bem este tipo de mecanismo. O que oferecemos em troca de uma tão magna e devastadora criação?… simplesmente nossa ação.

Cruzamos seus limites fronteiriços para nos encontrar cara a cara com nossos irmãos do outro lado, nos reencontramos e abrimos novamente a conexão mística e ancestral que só as almas mais ferozes podem dar forma, conversamos, rimos e conspiramos para gerar o Caos.

Conspiramos minuciosamente nas sombras para poder escolher quem seria o merecedor do explosivo. O asco e a raiva inundava nosso ser, a construção e a inauguração da nova linha três da Metro merecia vingança. E assim foi, tal como com o “mineiro”, desta vez centramos nosso objetivo no presidente da Metro de Santiago, LOUIS DE GRANGUE CONCHA. O engenheiro civil cujo nome e existência representa uma das empresas de transporte mais grande deste país. Metro de Santiago é a empresa que diz dar soluções e progresso para a “cidade grande”, com seus projetos futuros e os já realizados só conseguem roer e destruir ainda mais a terra, rasgando e abrindo-a a cada quilômetro a mais, danando terrivelmente o solo. Em nome do progresso humano levam de um lado para o outro as bastardas ovelhas e monótonos civilizados. E assim, à custa das feridas causadas à terra, seguem aumentando sua fortuna.

Ante todas estas ações devastadoras não poderíamos ficar de braços cruzados, tínhamos que fazer algo. Sentimos cada vez mais o chamado do selvagem, a inquietude nos ronda inseridos nesta asquerosa cidade. Bastou somente sair desta cidade e viver alguns dias na natureza selvagem para podermos nos encher de força, abandonamos nosso refúgio para poder materializar nossos desejos anti-humanistas. Com este presente explosivo reivindicamos cada centímetro quadrado de terra que é levado para dar lugar ao estúpido e pútrido progresso. Não podemos permitir que sigam instalando suas máquinas destrutivas para depois implantar seus trens autômatos de alta tecnologia, e que inclusive substituem o ser humano, e que só servem apenas para transportar a multidão humana.

Com nosso atentado não buscamos acabar com a empresa Metro, nem que detenham seus projetos, isso seria estúpido e ilusório. Nós só buscamos honrar a terra com explosões e sangue. Desta vez foi o máximo representante da Metro, ontem foi o da Codelco, amanhã algum outro executivo importante.

Assim como fizemos com Óscar Landerretche, uma vez escolhida nossa presa, rondamos sua casa, comprovamos sua segurança e caminhamos pelos bairros residenciais que dizem ser os mais seguros da cidade, nós, os mais buscados, rimos diante de seus narizes mais uma vez. Olhamos o alvo nos olhos, ele olhou para nós, mas não nos viu, não viu nossas intenções. Em nosso refúgio analisamos a opção de assassiná-lo diretamente, era viável sua execução, temos as ferramentas e as vontades, mas nesta oportunidade desistimos. No momento, continuamos com os presentes explosivos que portam morte. As lâminas e as balas estão cada vez mais sedentas de sangue híper-civilizado, e como dissemos antes… o morto os avisará…

Fizemos exatamente o mesmo e não aprendem. Dizem que o humano é a única espécie que tropeça duas vezes com a mesma pedra… talvez seja por isso que a humanidade está condenada à extinção… sem dúvida agimos nas sombras para não ser detectados, nós estamos cobertos e protegidos pelas deidades pagãs de nossos ancestrais. É por isso que é tão difícil encontrar o nosso paradeiro, porque quando piscam já estamos comodamente vendo e desfrutando nossa criação caótica, do outro lado da Cordilheira dos Andes ou do extremo sul do continente.

Desta vez a satisfação não foi plena e não terminou como esperávamos… De Grangue, você tem que marcar um encontro com um padre pedófilo para que mudem o seu nome, a partir de agora você será batizado como O SORTUDO, só o acaso te salvou.

Nós nos movemos pelo sul, de capital em capital, de mar a mar, pela montanha esbranquiçada e não estão nem perto de serem capazes de nos prender. Continuamos a guerra contra a humanidade moderna e seu progresso, somos nós, os fantasmas de ITS; a Horda Mística do Bosque e a Seita Sangue Vermelho, unindo-nos na conspiração e na materialização de nossos desejos inumanos.

Amuleto mistico de ITS-Chile

Já nos conhecem, e nós dissemos isso em diferentes comunicados, então, ou são míopes, se negam a entender, ou simplesmente são ineptos. Dissemos isso no janeiro passado quando cravamos ferro ardente em carnes civilizadas, “grandes executivos, políticos, estudantes e simples cidadãos estão em nossa mira. A explosão os avisará…”. E assim foi, desta vez o progressista Sortudo de Grangue, amanhã pode ser qualquer outro tipinho que se acha importante, que represente uma empresa que queira introduzir o progresso, fazer trabalhos de extração, denigrir nossos ancestrais ou simplesmente alguém como VOCÊ.

Em nome do progresso e suas civilizações podres, o humano moderno continuará a danificar terrivelmente a terra, isso não mudará. Mas lembrem-se, verificando endereços aqui estamos nós, para devolver nem que seja minimamente o dano causado ao meio ambiente, e para isso nos valemos de explosivos caseiros e outras armas.

Continuem em seu frenesi de ciência e progresso que aqui continuaremos a atacar em nome de todo o selvagem da terra. Pelos rios e montes, pelos insetos e aves, pela puma e a raposa, pelos guerreiros ancestrais que combateram a civilização e pelos que nos preencheram com suas crenças e espiritualidade.

A desgraçada humanidade moderna merece o pior, merece terremotos destrutivos, inundações, tsunamis assassinos e erupções vulcânicas capazes de calcinar. Nossas bombas e o sangue que derramemos são só uma pequena oferenda à natureza selvagem.

O espírito do guerreiro misantropo Mauricio Morales nos inspirou em nosso atentado, neste mês especial para o Caos honramos a memoria antissocial de Punk Mauri.

Com os espíritos dos guerreiros selvagens Kevin Garrido e Mark Conditt sempre em nossas andanças, nos abismos continuam em sua dança demoníaca!

De norte a sul, de costa a costa e entre os cordões montanhosos; adiante com a guerra irmãos da máfia Eco-extremista!

Guerra à humanidade moderna, seu progresso e sua ciência!

Misantropia, Caos e Natureza Selvagem sempre!

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Chile, Argentina

– Seita Sangue Vermelho
– Horda Mística do Bosque

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.