Tag Archives: Individualistas Tendendo ao Selvagem (ITS)

(INTERNACIONAL) COMUNICADO 93 DE ITS

I

“no hay un fin para esta guerra que libramos, no hay un fin en la confrontación, esto es heredado de generación en generación, y ante este monstruo de mil cabezas no hay certeza de que podamos derrotarlo. En este sentido ITS es pesimista pero realista a la vez, no hay nada que ganar, porque quien piensa ganar desde ese momento ya ha perdido. Muchos no entienden esta lógica, siguen con la misma visión del guerrillero setentero, el cual anhelaba ganar su guerra y establecer una revolución la cual siempre se tornó en reforma, nosotros no queremos un cambio de poder, no queremos el derrocamiento de la civilización para el reinado de la naturaleza (como lo quieren los tontos primitivistas), porque aunque eso se pueda dar en unos cientos de años, no lo vemos realizable hoy en día, por eso es que solo queremos el caos dentro de la civilización, no queremos ganar nada ni derrotar a la civilización (aparte porque es prácticamente imposible que un grupo de individuos puedan realizar semejante cosa), solo nos queda la desestabilización, hacer que la desesperanza y el desmadre reine, nosotros libramos una guerra individual, y en ese sentido la ganamos cuando salimos sanos y salvos de un atentado, cuando asestamos la puñalada o la bala en el objetivo y este muere, es ahí cuando el ego del individualista sube y se exalta con su acción, pero esto se queda en el plano individual y no va más allá (…) nosotros vivimos en el presente y a condiciones extremistas, respuestas extremistas.”
X.

Esta cita resume una de nuestras báses teóricas principales, lo hemos dejado claro mucha veces, hemos asumido que no podemos ganar, que ni con todos nuestros ataques podríamos jamás ni siquiera llegar a derrumbar una parte parcial del sistema o llegar a hacerle un daño de gran envergadura. Cada objetivo material destruido con fuego o explosivos es prontamente reconstruido y puesto en funcionamiento de nuevo. Cada cientifico, investigador, policía o ciudadano común que herimos o matamos es prontamente sustituido por otro. Y asi la rueda del progreso y la máquina social sigue girando, impasible a todo lo que pase, hasta que en el algún momento, ya sea por su propia insostenibilidad o por otras causas, todo se precipite y caiga al abismo. Que seamos conscientes de todo esto y lo asumamos como una realidad imperturbable no implica que no seamos conscientes de lo que nos rodea, de los cambios que se sucitan en la sociedad enferma en la que vivimos y de las oportunidades que se nos brindan.

Los acontecimientos de los ultimos meses no hacen mas que confirmar que la civilización y el mundo que conocemos ha entrado en un periodo de decadencia, esto desde luego no es algo nuevo pero es en momentos como este cuando más se acentua y se hace muy obvio. El orden impuesto se tambalea, las economías se desploman, aumentan las tendencias autoritarias de los gobiernos al mismo tiempo que estallan insurrecciones masivas, la tensión social se dispara y ahora un virus causa una pandemia global que ni todos sus medios tecnológicos, humanos ni toda su enrevesada burocracia, cuarentenas y cierres de paises enteros han conseguido frenar, el ser humano moderno y civilizado tiembla ante el oscuro presente-futuro que se avecina, todos se preguntan como es posible que esto haya pasado y nadie sabe con certeza lo que está por llegar.

Lo que si parece seguro es que vienen tiempos revueltos, el sistema ha dado muestras evidentes de sus multiples fallas e imperfecciones, desde luego nosotros tampoco sabemos a ciencia cierta lo que va a pasar, no sabemos si habrá un colapso financiero global del cual el mundo no se recupere, no sabemos si la pandemia del coronavirus acabara en unos meses o por el contrario se convertirar en una verdadera amenaza para la civilización y la vida humana aún mas grave de lo que ya es, lo que sí sabemos es que hay un antes y un después en el mundo tal como lo conocemos y aunque se acabe volviendo a la normalidad, creemos que nada volverá a ser igual.

II

La humanidad tiembla ante el COVID19, algo tan insignificante para los humanos modernos, nos ha hecho recordar la fragilidad de la vida humana, la fragilidad de la civilización y de la supuesta gloria de la humanidad, de todo cuanto existe por la mano del hombre y los ha puesto a todos a temblar frente al embiste de un elemento natural microscópico.

Ahora nos inundan de discursos y propaganda, por todas partes los políticos, los medios y las celebridades sermonean a las masas ansiosas de que alguien venga a arrelgar sus problemas, nos dicen que vendran tiempos difíciles pero que “todos juntos” lo superaremos, que hemos de apretarnos el cinturón para superar esta crisis y volver a la normalidad. Ahora muchos, sobre todo de las clases medias pequeñoburguesas, ven como todo lo que daban por seguro desaparece de golpe. Ellos pensaban que viviendo según dicta lo establecido, agachando la cabeza y obedeciendo tendrían una buena vida, buenos estudios, un buen trabajo y un buen futuro, su propia versión del “sueño americano”. Pero la vida no es un camino recto ya trazado en el mapa si no una trayectoria caótica donde nunca se sabe lo que va a pasar, lo único que tenemos es la incertidumbre.

Con todas las consecuencias “negativas” que el COVID19 pueda traer y afectarnos directamente también para nosotros (restricción de movimiento, aumento del control social, empobrecimiento o la enfermedad inclusive la muerte para nosotros mismos o algun ser querido..etc) aún con todo, es un escenario que preferimos infitas veces antes que volver a la normalidad de la vida mundana de los civilizados. Los tiempos duros no nos asustan, de hecho, los deseamos, no solo por que abren muchas posibilidades interesantes para nosotros (y no solo para nosotros) si no porque es en medio del desastre donde nos encontrámos realmente cómodos. Si la elección es entre la normalidad de la vida en la sociedad civilizada y la barbarie, la elección esta clara para nosotros.

III

“¡Maldito rincón del mundo, tu infamia hace reír al tiempo con una mueca burlona y tu desdicha no ha enternecido a ningún corazón delicado deseoso de fúnebres encantos! Visto desde los Balcanes, el universo es un arrabal por el que callejean mujerzuelas sifilíticas y zíngaros asesinos.
Su tremenda pasión por la basura, de revolverla al alegre son de trompetas funerarias, ni siquiera pudo inventar un dios libidinoso. ¿Qué astro anhelante de periferias habría podido caer por ahí? ¡Gusanos bulliciosos bailando la danza de la lepra!
C.

Ahora todo vuelve a reverdecer, avistamientos de animales “extraños” se presentan en las ciudades y puertos, las costas se limpian y el mar es cristalino o bioluminicente, se dejaron de emitir grandes cantidades de contaminantes, las ciudades mas asquerosamente pobladas lucen solitarias, el horizonte ya no tiene esa nata gris que imperaba hace unos meses atrás, la pandemia NO está dejando ver un “mundo nuevo”, está dejando ver el mundo como REALMENTE sería sin todas las consecuencias negativas que le hemos causado como especie. Lo salvaje “celebra” la purga de humanos, se manifiesta como nunca antes, 15 volcanes estallando en América, Europa y Asia, un incendio voráz ameazando la vieja planta nuclear de Chernobyl, tornados destruyendolo todo a su paso en Texas, alertas por el calor extremo en diferentes partes del globo, y todo deja ver la fragilidad de la especie humana, su patética y efímera existencia, ¡cuanta razón hemos tenido los misántropos que apostamos por el desden hacia el progreso humano! la vida puede serguir, continuar con su ciclo sin nosotros, la prueba está frente a sus malditos ojos y algunos aun reniegan de eso, pútridos humanistas, progresistas viciosos de los espejos negros con destellos de modernidad, incubadoras pestilentes de sedentarismo exaservado, que se sepa que NO vamos a hacer ningún esfuerzo para volver a la normalidad, no vamos a trabajar “todos unidos” para superar esta o ninguna otra crisis, no queremos que la sociedad se recupere y que volvamos al curso de las cosas. Vamos a trabajar, y muy duro, para empujarlo todo por el precipicio, para seguir esparciendo el caos, para llevar la situación a lo peor de lo peor.

IV

Se avecinan dias de Caos, y es ahi donde los individualistas deben centrar sus fuerzas y sus recursos. Porque si bien hemos dejado claro que no podemos ganar ni destruir la civilización tecno-industrial, sus muchas fallas y agujeros pueden ser aprovechados por individualistas como nosotros para asestar golpes certeros que contribuyan a hundirlo todo más aún en el caos y el desmadre. No hace falta ser adivino para vaticinar lo que se le viene encima a la humanidad. Y es en este escenario tan propicio para grupos como el nuestro donde nosotros incitamos a todos los individualistas que conforman las siglas alrededor de todo el mundo, y mas allá de nuestro grupo a todos quienes sienten el llamado de lo Salvaje, a quienes ansían ver el Caos esparcido por cada rincón del mundo, a quienes esperan pacientemente por el momento de atacar, a quienes viven para provocar el ocaso social, a que se preparen, afilen sus cuchillos, carguen sus balas, preparen sus explosivos, estudien sus objetivos, revisen sus prácticas de seguridad y estén atentos para el momento del desborde.

Como hemos dicho, el sistema tiene muchas fallas, y éstas ofrecen muchas oportunidades donde se le puede atacar para crear gran desestabilización y más aún en los tiempos que corren, dejaremos a cada individualista que elija y estudie cuidadosamente los objetivos que mas les plazca, ya sean tanto incendios, asesinatos, bombazos o infiltrandose en los disturbios e insurrecciones que sin duda estallarán en gran parte del planeta y se agravarán en los lugares donde ya existe una conflictividad latente. Poco nos importa ya que nos intenten silenciar o nos ignoren, como hicieron con nuestro comunicado donde reivindicamos la bomba en la estación de policia de Zografou en Grecia, igual que no nos importa en absoluto las criticas estériles de los humanistas bastardos, derechistas o izquierdistas, ni de los anarco-cristianos con su doble moral oportunista. Estamos aquí, seguimos vivos, libres y peligrosos, no hemos perdido el tiempo. Ya estamos haciendo nuestras tareas, y pronto volverán a tener noticias nuestras. Cuando la sangre vuelva a salpicar el asfalto, cuando el estruendo de la explosión sacuda la normalidad cotidiana y el fuego devore sus estructuras les vendrá un solo nombre a la cabeza: ITS.

¡HUNDAMOS LO EXISTENTE EN LA CAOS Y EL SALVAJISMO!
¡ADELANTE ITS!

Individualistas Tendiendo a lo Salvaje – Europa
Individualistas Tendiendo a lo Salvaje – América

(pt) Aponte Mais Alto

Alfredo Bonanno abre sua famosa obra, “O Prazer Armado”, com esta passagem:

“Por que diabos estes benditos meninos atiraram contra Montanelli nas pernas? Não teria sido melhor ter disparado na boca? Claro que sim. Mas, além disso, teria sido mais grave. Mais vingativo e sombrio. Deixar fodida uma besta como esta pode ter um lado mais significativo, mais profundo, que vai além da vingança, do castigo pela responsabilidade de Montanelli, jornalista fascista e servo dos grandes senhores. Aleijá-lo significa forçá-lo a desistir, a lembrar-se. Por outro lado, é uma diversão mais agradável que atirar em sua boca, com pedaços de cérebros saindo de seus olhos.”

Claro, matar alguém é muito mais definitivo que deixá-lo coxo, sem dúvida. E talvez haja também consequências legais envolvidas (peso na consciência?). É como quando algumas pessoas dizem que a vida na prisão é pior que a pena de morte. Há um ponto aí, dependendo da perspectiva do observador. Pessoas inocentes podem ser libertadas, mas não podem ser ressuscitadas. Talvez um fascista coxo possa mudar seus costumes, ou talvez você apenas quer que ele sofra. Talvez você durma melhor à noite sabendo que “só o deixou coxo”. Ler a mente de alguém é um exercício fútil, então pararei por aqui.

Mas por que disparar na cara de um fascista seria mais “grave”, mais “vingativo e sombrio”? (“Ma sarebbe stato anche più pesante. Più vendicativo e più cupo.”) Bonnano passa a falar da piedade dos revolucionários, levando em consideração que a revolução está longe de ser piedosa. Para ele, estão apenas de fofoquinha, para se divertirem contra a máquina cinzenta que busca nos oprimir, e outro monte de blá blá blá insurrecional sobre ter esperança, mas sem realmente ter esperança, lutar, mas se divertir ao mesmo tempo, etc. Tudo se resume em ultrapassar estas dicotomias, e é por isso que a coisa menos grave é mais divertida enquanto que a coisa mais sensível (disparar na cara e eliminá-lo) é de alguma forma a coisa mais moral, o mais “sombrio”, e o menos subversivo.

Mas, de acordo com alguns grandes insurrecionalistas sem insurreição, ainda mais subversivo é não fazer completamente nada e fingir que o mundo “normal”, o mundo em que se vive de fato, o de milhões de pessoas, simplesmente não existe. Veja você, tudo se trata de fugas binárias, bem e mal, revolução e vida real, natureza e civilização, o Eu e Você, o Um e os Muitos, etc., apenas afirmando que não existem. (Isso me lembra a história talvez apócrifa da Rainha Vitória apagando a Bolívia do mapa após o Embaixador de Sua Majestade Real ter sido expulso do país e posto nas ruas montando um burro como forma de humilhação). Veja como tudo se trata da percepção; estar consciente em oposição e ser “inconsciente” (estar acordado* NdT 1, como as crianças dizem nos dias de hoje). E neste sentido, fazer qualquer coisa que se assemelhe remotamente ao terrorismo, violência revolucionária, ou mesmo a violência criminal, é cair nas mãos do Binarismo Opressor. Em sua bolha, se você denuncia o Binário desde o começo, você vencerá e terá transcendido. Sim, eu também sou um bastardo em minha imaginação. Meus amigos imaginários também pensam que sou especial (“Insurrecionalistas sem insurreição” me lembra a caracterização do comunista Bukharin dizendo que o anarquista é um liberal com uma bomba. Você pode fazer a aritmética sozinho). Foi aproximadamente na metade da minha vida, mas ainda posso me lembrar da Ideologia Alemã e processando o jovem Marx, seu ponto principal era que a refutação de algo no abstrato não destrói aquilo no mundo físico. Eu não vou entrar em toda a polêmica do “São Marx”, mas vou tentar citar Teses sobre Feuerbach encima de outra problemática hegeliana que o autor comunista aborda:

“O problema de saber se ao pensamento humano pode ser atribuído uma verdade objetiva não é um problema teórico, mas um problema prático. É na prática que o homem tem que demonstrar a verdade, isto é, a realidade e o poder, a mundanidade de seu pensamento. O litígio sobre a realidade ou irrealidade de um pensamento isolado da prática é um problema puramente escolástico…

A vida social é, em essência, prática. Todos os mistérios que levam a teoria ao misticismo encontram sua solução racional na prática humana e na compreensão desta prática.”

Vamos salvar o leitor de toda a questão de “o ponto está em mudar isso”. Outro marxista (Trotsky?) resumiu o princípio mais sucintamente dizendo algo como (parafraseando): “Quando uma ideia busca o controle das massas, se converte em uma força material.” Não importa se uma ideia é “falsa”, se existe um deus ou não, etc. Deveria importar, mas realmente não é assim. Se as pessoas estão prontas para matar ou morrer por ela, é uma realidade física, pode até ser uma realidade física superior (um deus?). O progresso, por exemplo, pode ser um fantasma sem base na “realidade física”, mas essa ideia criou a Hidrelétrica das Três Gargantas na China: a crença firme na ordem, no futuro, na benevolência da dominação do homem sobre a natureza, νόμος sobre φύσις. Você se negar a lidar com isso e retrair sua própria imaginação e opinião significa simplesmente que você acaba protegido por sua fortaleza de opiniões intransponíveis. Isso parece uma vitória pírrica, se é que alguma vez existiu uma.

Mas vamos voltar ao tiro na perna: não poderíamos dizer que este “prazer” está infectado pela ideologia neo-cristã, como um malware criando um backdoor no software insurrecional? Por que não é divertido ver cérebros escorrendo pelo oco de um olho, mas ver um fascista se contorcendo de dor porque lhe espatifaram a patela é legal? Pode ser que haja medo que te considerem um psicopata por matar alguém, mas regojizar-se por deixar alguém coxo não deveria te catalogar no status de psicopata, é? (explique isso para uma pessoa comum para ver se compram a ideia). Não poderia ter nada a ver com todo o assunto de “Não Matarás”, certo? Ou o monopólio absoluto sobre a vida e a morte que o Rei, o Estado, etc., reivindicaram sobre as pessoas por milênios no contexto europeu? Talvez estas pessoas deveriam começar a ser honestas consigo mesmas, mas provavelmente não o farão. Elas não deveriam se surpreender, em todos os casos, quando algum de seus compas chegue a conclusão de que todo o derramamento de sangue é “fascista”, ou se alguns mais ainda confusos flertam com os “movimentos sociais” que promovem a intervenção do Estado para desarmar todo o mundo.

A moeda humana, mesmo para o mais fervoroso insurrecionalsita, para o traidor da espécie mais entusiasta, é preciosa demais. Não vamos invalidar esta moeda, eles exortam; ao fazê-lo, a pessoa cai no cálculo moral da sociedade. Ao ser imoral, reverencia-se a moralidade, em oposição a ter a atitude correta, a “consciência correta”. Uma percepção tão alta pode tornar a travessia de uma rua um ato revolucionário, pode criar abundância do nada, pode partir o mar. Mas em termos de desafiar o humanismo inerente, o cristianismo inerente a todas as ideologias “radicais”, não podemos fazer isso. Desculpe, não vamos prestar-lhes atenção, e seguiremos com a próxima moda da semana que prometa salvar uma sociedade que não quer ser salva, ou ao menos nosso confortável lugar nela.

Atirar no joelho é atirar nos ramos mais altos. O atacante está claramente perturbado por algo a ponto de usar a violência. Por que você quer ferir essa pessoa? Por que ela tem poder? Quem lhe deu esse poder? Ou quem consente que o tenha? Há mais de “nós” que “deles”, certo? Com quem você realmente está zangado? Você realmente acha que matará a árvore se você podar o suficiente? O que te impede de atirar na raiz? Quando você se vê de frente para o indivíduo e para o coletivo, o que te impede de apontar mais alto, acima dos joelhos, na direção de onde o problema realmente está? Além do bode expiatório para a Massa amorfa que o mantém em sua posição de poder?

Nota do Tradutor:

1. A palavra usada em inglês é “woke”, termo político de origem afro-americana que se refere a uma consciência perceptiva respeito à justiça social e a justiça racial. Nas acepções mais modernas do termo, é usado para falar de consciência social em termos gerais.

(Brasil) Grupo ecoextremista reclama do agronegócio em MS e promete ataques neste ano

Desde la prensa brasileña.


24 de Julio

Por uma caixa de e-mail criptografada na Suíça, Anhangá, personagem conhecido nesta semana após relatar à Revista Veja que o grupo terrorista planeja atacar o presidente Jair Bolsonaro (PSL), revelou ao Jornal Midiamax que Mato Grosso do Sul é visto como um ‘inferno do agronegócio’ para a SSS (Sociedade Secreta Silvestre) e garantiu que o grupo planeja ataques para este ano no país.

Integrante de um grupo que se autodenomina eco-extremista, a sociedade faz parte do grupo terrorista internacional ITS (Individualistas que Tendem ao Selvagem), defendendo a natureza, contrária ao modo de vida atual, que prioriza a produção em larga escala em detrimento do meio ambiente. Para combater o modo de vida atual, a SSS quer difundir ‘guerra psicológica’ e afirma já ter sido autora de três ataques a bomba em Brasília.

“Uns danam colossalmente, outros danam pouco, mas todos danam e não fazemos distinções, e toda esta estrutura tecno-industrial só se sustenta porque há civis operando e a defendendo”, relata Anhangá.

Mas apesar de manter 83% da cobertura vegetal nativa, o bioma Pantanal tem apenas 4,6% da área protegidos por unidades de conservação, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente. Terra da ministra do Agronegócio, Tereza Cristina (DEM), alvo de críticas após a liberação de agrotóxicos neste ano, o Jornal Midiamax conversou com Anhangá, que significa ‘espírito que protege os animais’, em tupi-guarani, sobre as questões que preocupariam o grupo extremista.

Ele seria um dos líderes do grupo e morador de Brasília, procurado pela Polícia Federal desde o vazamento do planejamento dos ataques ao presidente da República. Na troca de mensagens, é possível perceber que a Sociedade é pequena e que teria poucos recursos para planejar grandes ataques, como admitem.

Do contato inicial da reportagem com a organização terrorista internacional ITS no México até a primeira resposta de Anhangá a reportagem, foram dois dias. Por meio do representante, a organização revela se preocupar com a devastação do ecossistema do Pantanal e do Cerrado e afirma não ter lado político, apesar de não reclamar da visibilidade trazida pela reportagem da revista de circulação nacional para o pequeno número de membros no país.

O grupo eco-extremista reencaminhou o contato da equipe de reportagem a Anhangá pelo e-mail criptografado, nos respondendo que a mensagem já havia sido enviada ao representante do ITS no Brasil.

Anhangá, então, entrou em contato da sua caixa de e-mail criptografada com a da reportagem. Ao contrário do processo de produção da matéria da revista, quando ele encaminhou um link para um chat privativo, em que as mensagens eram destruídas após 24 horas.

Dois dias antes de a Revista Veja publicar uma possível nova ameaça ao presidente, o site oficial do ITS, Maldición Eco-extremista, divulgou um comunicado enviado pelo braço brasileiro do grupo intitulado “Destruindo uma invenção política com o nosso nome”.

O texto tentava desligar qualquer atentado do SSS a ligações com a esquerda ou direita políticas. No entanto, Anhangá não negou em entrevista ao Jornal Midiamax o ódio ao que chama de ‘posturas cínicas’ do governo de Bolsonaro. O grupo também encaminhou fotos de dois explosivos que estariam sendo produzidos para serem utilizados ‘a qualquer momento’.

Qualquer um pode ser alvo

“Uma coisa que deve ficar clara é que ITS não é um grupo que visa exclusivamente atacar governos, sejam eles quais forem, até porque isso gera um enorme trabalho e custo, algo que ainda não podemos bancar. Uma visão sobre nós está sendo moldada neste sentido, e está equivocada. Nós como eco-terroristas que somos podemos visar uma infinidade de alvos, desde um simples carro até pesquisadores, estudantes ou até civis, dado que desprezamos a vida humana civilizada e consideramos que a humanidade moderna, com o seu estilo de vida, é irreconciliável com a natureza selvagem e intrinsecamente danosa. Portanto, esperem por qualquer alvo. ITS como um grupo eco-extremista internacional já atacou presidentes de megaempresas, mas também atacou civis comuns indiscriminadamente, e todos sob o mesmo impulso. Uns danam colossalmente, outros danam pouco, mas todos danam e não fazemos distinções, e toda esta estrutura tecno-industrial só se sustenta porque há civis operando e a defendendo, conscientemente, por mais que neguem que assim seja, sobretudo os esquerdistas. Então, os alvos são infindos. Governos, sejam eles quais forem, sempre foram danosos, afinal o progressismo sempre foi buscado e ele é alcançado apenas através de danos graves à natureza, como mineração, desmatamento, barramento de rios, monoculturas, etc.. Acontece que o novo governo ressignificou o interesse em danos, nos parece proposital e há muito cinismo. Olhe aquele Salles, como é cínico. Bolsonaro fazendo papel de estúpido quis rebater esta semana dados objetivos do INPE com a intenção de negar o abissal desmatamento que ocorre no país. Então, é custoso visar alvos do governo e raramente o fazemos, mas esse governo tem nos enfurecido de uma maneira bastante particular devido a suas posturas cínicas e explícitas referente a questões ambientais”.
Liberação de agrotóxicos

“Não defendemos qualquer tipo de agronegócio, tampouco agrotóxicos, nossa perspectiva é outra. Mas é odioso o que esta pessoa tem feito, defender e liberar dezenas daqueles produtos químicos, muitos deles periculosíssimos e condenados em outros países. As consequências destes produtos sempre foram drásticas, sendo abruptas ou lentas, por “menos nocivos” que fossem. Sabe-se hoje que o declínio de insetos, especialmente aqueles polimerizadores, tem relação direta com a aplicação de pesticidas. Não é atoa que vulgarmente os chamam de “veneno”. Este país é um dos que mais consomem agrotóxicos no mundo, são toneladas todos os anos, estes produtos contaminam solos, rios, córregos, matam animais e insetos e se impregnam nos alimentos distribuídos. O resultado, além dos danos graves à natureza, são doenças neurológicas, câncer e tantas outras enfermidades. Mato Grosso é um inferno do agronegócio, e o Pantanal é rico e diverso, e como qualquer outro ecossistema neste país, especialmente o Cerrado, está ameaçado pela agropecuária. Tereza Cristina é como uma outra Kátia Abreu, a nova “rainha do motosserra”, e não hesito em dizer que será tão pior quanto.

Para ilustrar melhor o absurdo enquanto terminava minhas respostas, tive que voltar nesta pergunta para atualizá-la, já que hoje, 22 de Julho, acabo de saber que foi aprovado o registro de mais 51 agrotóxicos, totalizando 262, apenas neste ano, incluindo o Sulfoxaflor, inseticida do qual estudos mostram relação com o declínio da população de abelhas. Explosivos que dilaceram membros não são nada se comparados aos danos causados à natureza por nossa espécie’.
Ligações com o Paraguai

“Não existe nenhum membro de ITS no Paraguai. Mas já há algum tempo prestamos atenção no Exército do Povo Paraguaio (EPP), que inclusive realizou um interessante ataque há pouco tempo através de um braço indígena da organização, matando um brasileiro e causando danos materiais. Mas não temos qualquer tipo de contato ou relação com o grupo, há inclusive completa divergência em nossos caminhos, apenas tiramos lições da bela atuação destes insurgentes”.
SSS e PCC

“Não existem membros de ITS por “todo o país”. O grupo não possui esta dimensão. Quando emitimos aquele comunicado [de apoio ao PCC] estávamos apenas nos alinhando às intenções destas facções de atacar e retaliar autoridades e militares, já que um “salve geral” poderia ser dado a qualquer momento devido a transferência de líderes do PCC após planos de fuga frustrados. Se isso ocorresse, mesmo sem nenhuma ligação com o grupo, certamente atacaríamos contribuindo com as intenções caóticas da facção, porque diretamente isso contribuiria também com as nossas, caos e desestabilização da sociedade”.
Ataques planejados?

Tem algo que sempre levamos em mente quando nos fazem esta pergunta. Em 1970 uma das informações cruciais para os militares alemães elaborarem um plano para aniquilar a organização palestina Setembro Negro na Alemanha, grupo terrorista que sequestrou e matou onze atletas israelenses, foi a quantidade de membros da organização. Durante as negociações na vila olímpica em Munique eles deixaram escapar seu contingente, e isso foi importantíssimo para uma contrainsurgência contra os rebeldes palestinos. Então jamais diremos quantos de nós existem, isso seria um tiro em nosso próprio pé. E sim, existem mais ataques planejados para este ano. Apenas aguardem.

Ao Jornal Midiamax, Anhangá encaminhou fotos de explosivos feitos pelo ITS

[es] (Brasil) Comunicado 85 de ITS: Desconstruyendo una invención Política con nuestro nombre

Enviado al mail.


Hasta ahora habíamos decidido no hablar sobre el tema, ya que ello solo estaba “detrás de escena” y no nos importó mucho hasta entonces, pero como ahora se ha convertido públicamente en una narrativa política, este posicionamiento es vital para sacar nuestro nombre de la boca sucia de los mentirosos con fines políticos.

Desde que emergimos públicamente, hay muchos que intentan comprender nuestros motivos, y las interpretaciones de quienes somos varían según el grupo de observadores, cada uno más fantasioso que el otro. En resumen, para los de la derecha política somos un grupo terrorista de extrema izquierda, y para los izquierdistas somos un grupo fascista creado por la derecha, ambas teorías basadas en justificaciones políticas. No es sorprendente y ya es repetitivo, pero reafirmamos que no somos ni lo uno ni lo otro, y estamos más allá de la política. ITS es un grupo nihilista de tendencia ecológica extremista. Usando un lenguaje más complejo, se crean muchas “fake news” sobre nosotros, incluso en Wikipedia se han incluido algunas mentiras.

El mundo ha aprendido mucho de las estrategias de Steve Bannon, y particularmente en Brasil, Jair Bolsonaro fue elegido solo por la estrategia masiva de mentiras virtualmente propagandísticas y algunas maniobras políticas ejecutadas por el poder judicial que ahora está en primer plano. Pero no solo la mentira viene de la derecha, la izquierda también la adora. Periodistas y sitios de izquierda claramente interesados ​​en la estrategia de Bannon que critica tanto, han creado divertidísimas mentiras sobre ITS, como fue el caso de DCM (1), Brasil247 (2) y Revista Fórum (3), lo que nos puso en una paranoica invención derechista para justificar un “golpe de estado” debido al evidente fracaso del gobierno de Jair Bolsonaro. Para ellos, fuimos inventados hace unos meses por el “gobierno fascista de derecha” como una estrategia secundaria para “crear un clima de urgencia” para “bloquear la democracia” y “construir un estado policial” (en palabras de Mauro Lopes). Que palabras de mala fe, Mauro. De esa manera, lastima el espíritu periodístico y se degrada al nivel de sitios como O Antagonista. No somos una “operación política muy seria creada por el bolsonarismo” hace unos meses. Para un buen periodista investigador, está claro que emergimos públicamente en 2016, mucho antes del actual gobierno, incluso durante la presidencia de Dilma Rousseff, que más tarde fue derrocada y asumió el vicepresidente Michel Temer. En esa ocasión, comenzamos en la semana inaugural de los Juegos Olímpicos (4) poco después del espectáculo articulado por el entonces Ministro Alexandre de Moraes, quien extravagó una operación de la Policía Federal que arrestó a una presunta célula brasileña del Estado Islámico, que en realidad era un grupo de iniciantes incapacitados y sin ningún contacto personal entre ellos o capacidad de ataque. No atacaron y fueron arrestados y espectacularizados, pero nosotros atacamos. Explotamos una olla a presión rellena de clavos y esferas en la plataforma superior de la estación de autobuses de Pilot Plane (5). Si no nos equivocamos, nunca revelamos esta información, pero NO fue el sitio inicial de la explosión, sino EN UNA COLA de docenas de personas que esperaban para embarcar en un autobús estacionado. Solo cambiamos el lugar en el último momento porque el área estaba infestada por la policía y los oficiales del ejército, a solo 4 días antes del inicio de los Juegos Olímpicos de aquel año. ¿Y si hubiéramos explotado en el lugar previsto? ¿Cuántos no habrían sido heridos o asesinados? Eso fue en 2016, y Bolsonaro ni siquiera tenía la posibilidad de llegar a la presidencia en esa época, sin importar lo difícil que pensara. Dilma sale, Temer regresa, y continuamos los ataques, aquí en Brasilia y en otros lugares, en la oscuridad y en público. Sale Temer y entra Bolsonaro, y seguimos plantando explosivos y causando incendios. Pero para el “respetado” periodismo de izquierda, “somos una clara invención fascista de la extrema derecha para justificar un estado de excepción bajo el gobierno de Jair Bolsonaro”. Estás causando auto-vergüenza de esta estupidez, querida.

Agencia Pública, publicó una vez un reportaje interesante que muestra cómo los ataques terroristas de derecha promovieron el AI-5 (6) en tiempos pasados. Eso tiene sentido, no esta narrativa que estos periodicos han construido. ¿Piensan estos izquierdistas que si el gobierno estuviera detrás de los ataques que cometimos, serían ejecutados como los ejecutamos? ¿Con los mismos materiales que usamos? ¿Con la misma frecuencia? ¿O los mismos objetivos? Necesitan leer algunas novelas para estimular su creatividad y crear algo más espectacular, no estas narraciones chulas y paranoicas.

Igualmente loca está la derecha que nos pone como una “invención del PCC”. En la víspera de la toma de poder de Jair Bolsonaro nos declaramos alineados con el PCC y el CV, pero esto se refería solo a una alineación intelectual con las intenciones caóticas de estos grupos en oposición a los políticos y los militares, revelados junto con los planes de escape dibujados por la facción de São Paulo en el año pasado. No hay diálogos directos con estos grupos, ni pactos. Pero eso no significa que no haya interés por nuestra parte. Por lo tanto, tampoco somos un invento de esas facciones criminales.

La periodista de extrema derecha del sitio Terça Livre, Fernanda Salles se contactó recientemente con el blog Maldición Eco-extremista diciendo que estaba siendo “amenazada por la Sociedad Secreta de Silvestre”, y los administradores del blog ME pasaron esta información y el contacto de la periodista. Nunca amenazamos a periodistas. Así que tampoco somos los autores de las amenazas a Allan dos Santos ni a esta reportera. En aquel momento dijimos que nosotros no éramos responsables y que nos importaba poco, que llamaran a la policía si se sentían amenazados. Lo curioso es que Fernanda posteriormente quiso transmitir información de la gente detrás de las supuestas amenazas, como si quisiera ponernos en su contra para buscarlos y “vengarnos”, lo cual no sucedió, ya que no estábamos interesados ​​en esta supuesta pelea, aunque implicaba (de forma no pública) nuestro nombre. El periodista Allan do Santos, la periodista Fernanda Salles y el sitio Terça Livre son responsables de muchas “noticias falsas” (7), por lo que no nos sorprendería si crearán estas supuestas amenazas usando nuestro nombre para jugar contra sus oponentes políticas. Pero tampoco descartamos que un izquierdista mediocre use nuestro nombre para lograr fines políticos con estas amenazas.

La narrativa política con nuestro nombre se ha intensificado y alcanzado niveles que nos enfurecen. El nuevo capítulo de esta mentira fue publicado por O Antagonista. El 3 de este mes, el sitio publicó un presunto correo electrónico recibido por el senador Marcos do Val (8), relator del “paquete contra el crimen”, y supuestamente el correo electrónico fue firmado por nosotros. Marcos entregó un video a la Policía Federal en el que muestra a hombres armados merodeando por su casa, indicando que supuestamente lo amenazaban por denunciar el “paquete” estropeado preparado por Sérgio Moro. No enviamos ningún correo electrónico a Marcos y ningún miembro de ITS corrió alrededor de la casa de este senador. En resumen, o es una farsa de la derecha “crear un enemigo peligroso de la izquierda” para desmoralizarlo (aún más) o es una unión de la izquierda para bloquear el avance de los proyectos políticos de derecha a través del terror. Todo lo relacionado con nuestras actividades se reporta en los blogs “portavoz” de ITS, si no fue divulgado en estos espacios es porque no es nuestro, son solo mentiras.

La izquierda nos llama la “invención fascista de la extrema derecha”, la derecha nos llama la “invención comunista de la extrema izquierda”, y desde lejos observamos, a veces riendo bastante, o enfureciendonos. Dos grupos estúpidos, fracasados, claramente defectuosos en sus articulaciones políticas y ambos dañinos para las pocas cosas que importan a ITS. No es porque enojamos al gobierno de Jair Bolsonaro que seamos de izquierda. Está siendo colosalmente perjudicial porque la naturaleza salvaje no tiene lados políticos, ni banderas. La izquierda durante los últimos años de administración también fue gravemente dañina como lo haría cualquier otro gobierno. Así que va a la mierda toda esa estructura, no es con lo que tratamos o de lo que nos preocupamos, si cada civilización colapsa ante nuestros ojos con sus políticas y valores, disfrutaremos de la risa. Nos preocupan más los osos polares esqueléticos que caminan cientos de millas en busca de alimento y se alimentan de pilas de basura (9), con las abejas que producen miel con desechos (10), con los animales marinos con basura humana fusionada en sus cuerpos (11), con aves alimentando a sus polluelos con colillas de cigarrillos (12), con los bosques diezmados por el progreso (13), con represas de minerales rompiendo y tragando ecosistemas (14), eso es lo que nos importa. No nos importa nada más.

Individualistas Tendiendo a lo Salvaje – Brasil
-Sociedad Secreta Silvestre

1. https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/jornalista-denuncia-farsa-para-criar-clima-de-terror-e-justificar-golpe-no-brasil/
2. https://www.brasil247.com/poder/bolsonarismo-comeca-a-agitar-espantalho-do-terror-para-tentar-o-golpe
3. https://revistaforum.com.br/bblogdorovai-quem-ganha-com-a-existencia-de-grupos-terroristas-no-brasil/
4. https://www.thesun.co.uk/news/1577179/eco-terrorists-who-detonated-pressure-cooker-bomb-last-week-declare-war-on-the-olympics-in-revenge-for-bulldozing-wildlife/
5. http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2016/08/cheia-de-pregos-panela-de-pressao-explode-na-regiao-central-de-brasilia.html
6. https://apublica.org/2018/10/atentados-de-direita-fomentaram-ai-5/
7. https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/06/26/fundacao-do-psl-de-bolsonaro-pagou-despesa-de-blogueiro-ligado-a-fake-news.htm
8. https://www.oantagonista.com/brasil/viu-meus-meninos-pelas-cameras-e-nao-os-convidou-para-entrar/
9. https://www.jornalciencia.com/52-ursos-polares-invadem-cidade-russa-para-comer-lixo-e-nao-morrerem-de-fome/
10. http://g1.globo.com/natureza/noticia/2012/10/producao-de-mel-colorido-intriga-apicultores-na-franca.html
11. http://g1.globo.com/natureza/noticia/2015/08/em-video-tartaruga-marinha-tem-canudo-arrancado-da-narina.html
12. https://www.bbc.com/portuguese/geral-48847312
13. http://climainfo.org.br/2019/04/26/o-mundo-perdeu-12-milhoes-de-hectares-de-floresta-em-2018/
14. https://pt.wikipedia.org/wiki/Rompimento_de_barragem_em_Mariana e https://pt.wikipedia.org/wiki/Rompimento_de_barragem_em_Brumadinho

[PT – Brasil] Comunicado 85 de ITS: Desconstruindo Uma Invenção Política Com o Nosso Nome


Enviado al mail.

Havíamos até então decidido não nos manifestar acerca do assunto, dado que ele estava apenas nos “bastidores” e pouco nos importava até aí, mas como agora têm publicamente se convertido em uma narrativa política é vital este posicionamento para arrancar o nosso nome da boca imunda de mentirosos com fins políticos.

Desde que publicamente surgimos são muitos os que tentam compreender as nossas motivações, e as interpretações de quem somos variam de acordo com o grupo observador, cada uma mais mirabolante que a outra. Em resumo, para aqueles da direita política nós somos um grupo terrorista da extrema-esquerda, e para os esquerdistas nós somos um grupo fascista criado pela direita, ambas teorias fundadas em justificativas políticas. Não é surpreendente e já está repetitivo, mas reafirmamos que não somos nem um nem outro, e estamos além da política. ITS é um grupo niilista de tendência extremista ecológica, só. Utilizando uma linguagem mais enquadradora, há um bocado de “fake news” sendo criada acerca de nós, inclusive na Wikipédia tem sido incluídas algumas mentiras.

O mundo tem aprendido bastante com as estratégias de Steve Bannon, e particularmente no Brasil Jair Bolsonaro foi eleito apenas devido a estratégia massiva de mentiras propagadas virtualmente e algumas manobras políticas executadas pelo poder judiciário e que agora tem vindo à tona. Mas não só de mentiras vive a direita, a esquerda também a adora. Jornalistas e sites da esquerda claramente interessados na estratégia de Bannon que tanto criticam tem criado mentiras hilárias sobre ITS, como foi o caso do DCM (1), Brasil247 (2) e Revista Fórum (3), que nos colocam em uma paranoia de invenção da direita para justificar um “golpe de estado” devido o fracasso evidente do governo de Jair Bolsonaro. Para eles fomos inventados há poucos meses pelo “governo fascista de direita” como estratégia secundária para “criar um clima de urgência” para “efetuar o trancamento da democracia” e a “construção de um estado policial” (palavras do jornalista Mauro Lopes). Que palavras de má-fé, Mauro. Assim você fere o espírito jornalístico e se rebaixa ao nível de sites como O Antagonista. Não somos uma “operação política gravíssima criada pelo bolsonarismo” há poucos meses. Para um bom jornalista investigador fica claro que surgimos publicamente no ano de 2016, muito antes do atual governo, ainda durante a presidência de Dilma Rousseff, que posteriormente foi derrubada, assumindo o vice-presidente Michel Temer. Na ocasião, surgimos na semana de início das Olimpíadas (4) pouco depois do showzinho articulado pelo então ministro Alexandre de Moraes que extravagou uma operação da Polícia Federal que prendeu uma suposta célula brasileira do Estado Islâmico, que na verdade era uma bando de amadores altamente incapacitados e sem qualquer contato pessoal entre si ou capacidade de ataque. Eles não atacaram e foram presos e espetacularizados, mas nós atacamos. Explodimos uma panela de pressão recheada de pregos e esferas na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto (5). Caso não estejamos equivocados, nunca revelamos esta informação, mas NÃO era lá o local inicial da explosão, mas NUMA FILA de dezenas pessoas que esperavam para subir em um ônibus estacionado. Só mudamos o local de última hora porque a área estava infestada por policias e agentes do exército, já que faltavam apenas 4 dias para o início dos Jogos Olímpicos daquele ano. E se houvéssemos explodido no local planejado? Quantos não haveriam sido feridos ou mortos? Isso foi em 2016, e Bolsonaro sequer tinha chances de alcançar a presidência naquela época, por mais que já cogitasse. Sai Dilma, entra Temer, e continuamos os ataques, aqui em Brasília e em outros lugares, às escuras e publicamente. Sai Temer entra Bolsonaro, e prosseguimos plantando explosivos e causando incêndios. Mas para o “conceituado” jornalismo de parte da esquerda, “somos uma clara invenção fascista da extrema-direita para justificar um estado de exceção no governo de Jair Bolsonaro”. Não passem vergonha com esta burrice, caros.

A Agência Pública uma vez publicou uma interessante matéria que mostra como os atentados terroristas da direita fomentaram o AI-5 (6) em tempos passados. Aquilo sim faz sentido, não esta narrativa que estes jornalecos tem construído. Será que estes esquerdistas acham mesmo que se o governo estivesse por trás dos ataques que cometemos eles seriam executados como os executamos? Com os mesmos materiais que utilizamos? Com a mesma frequência? Ou aos mesmos alvos? Estão precisando ler alguns romances para aguçar a criatividade e criar algo mais espetacular, e não estas narrativas chulas e paranoicas.

Igualmente louca é a direita que nos coloca até como uma “invenção do PCC”. Às vésperas da posse de Jair Bolsonaro declaramos nos alinhar ao PCC e CV, mas isso se referiu unicamente a um alinhamento intelectual com as intenções caóticas destes grupos em oposição a políticos e militares, reveladas juntamente com os planos de fuga traçados pela facção paulista no ano passado. Não existe nem nunca existiu diálogos diretos com estes grupos, tampouco pactos. Mas isso não quer dizer que não haja interesse da nossa parte. Portanto, também não somos uma invenção de facções criminosas.

A jornalista de extrema-direita do site Terça Livre Fernanda Salles recentemente entrou em contato com o blog Maldición Eco-extremista dizendo estar sendo “ameaçada pela Sociedade Secreta Silvestre”, e os administradores do blog ME nos repassaram estas informações e o contato da jornalista. Jamais ameaçamos algum jornalista. Então nem somos nós os autores das ameaças a Allan dos Santos nem a esta repórter. Na ocasião afirmamos que não fomos os responsáveis e que pouco nos importava, que chamasse a polícia se acaso se sentisse ameaçada. O curioso é que Fernanda posteriormente quis nos repassar informações das pessoas por traz das supostas ameaças, como se quisesse nos colocar contra elas para que fôssemos atrás para “nos vingarmos”, o que não ocorreu, já que não estávamos interessados nesta suposta briga, mesmo que envolvesse (de maneira não-pública) o nosso nome. O jornalista Allan do Santos, a jornalista Fernanda Salles e o site Terça Livre são responsáveis por muitas “fake news” (7), então não nos surpreenderia se estivessem criando estas supostas ameaças utilizando o nosso nome para nos jogar contra desavenças políticas suas. Mas também não descartamos algum medíocre esquerdista utilizando o nosso nome para alcançar fins políticos com estas ameaças.

A narrativa política com o nosso nome tem se intensificado e chegado a patamares que já nos enfurece. O novo capítulo desta mentira foi publicado pelo site O Antagonista. No dia 3 deste mês o site publicou um suposto e-mail recebido pelo senador Marcos do Val (8), relator do “pacote anticrime”, e o e-mail foi supostamente assinado por nós. Marcos entregou um vídeo à Polícia Federal em que mostra homens armados rondando a sua casa, indicando que estava supostamente sendo ameaçado devido relatar o mimado “pacote” elaborado por Sérgio Moro. Não enviamos qualquer e-mail a Marcos e nenhum membro de ITS rondou a casa deste senador. Em suma, ou isso é uma farsa da própria direita para “criar um perigoso inimigo da esquerda” para desmoralizá-la (ainda mais) ou é uma articulação da própria esquerda para barrar o avanço de projetos políticos da direita através do terror. Tudo relativo às nossas atividades é relatado nos blogs “porta-voz” de ITS, se não foi divulgado nestes espaços é porque não é de nossa autoria, são mentiras apenas.

A esquerda nos chama de “invenção fascista da extrema-direita”, a direita nos chama de “invenção comunista da extrema-esquerda”, e de longe assistimos, hora rindo bastante, hora enfurecidos. Dois grupos estúpidos falidos, claramente fracassados em suas articulações políticas e ambos nocivos às poucas coisas que importam a nós de ITS. Não é porque enojamos o governo de Jair Bolsonaro que somos da esquerda. Ele tem sido colossalmente danoso à natureza selvagem, e ela não possui lados políticos, não possui bandeiras. A esquerda durante os últimos anos de administração também foi severamente danosa como qualquer outro governo seria. Então, que dane-se toda esta estrutura, não é com isso que lidamos ou nos importamos, se toda a civilização um dia ruir diante de nossos olhos com suas políticas e valores, apreciaremos rindo. Estamos mais preocupados com os ursos polares esqueléticos andando centenas de quilômetros em busca de alimentos e se alimentando de pilhas de lixo (9), com as abelhas fabricando mel com dejetos (10), com os animais marinhos com o lixo dos humanos fundido em seus corpos (11), com pássaros alimentando os seus filhotes com bitucas de cigarros (12), com as florestas sendo dizimadas pelo progresso (13), com barragens de minérios se rompendo e engolindo ecossistemas (14), é com isso que nos importamos. Não ligamos para mais nada.

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Brasil
-Sociedade Secreta Silvestre

1. https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/jornalista-denuncia-farsa-para-criar-clima-de-terror-e-justificar-golpe-no-brasil/
2. https://www.brasil247.com/poder/bolsonarismo-comeca-a-agitar-espantalho-do-terror-para-tentar-o-golpe
3. https://revistaforum.com.br/bblogdorovai-quem-ganha-com-a-existencia-de-grupos-terroristas-no-brasil/
4. https://www.thesun.co.uk/news/1577179/eco-terrorists-who-detonated-pressure-cooker-bomb-last-week-declare-war-on-the-olympics-in-revenge-for-bulldozing-wildlife/
5. http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2016/08/cheia-de-pregos-panela-de-pressao-explode-na-regiao-central-de-brasilia.html
6. https://apublica.org/2018/10/atentados-de-direita-fomentaram-ai-5/
7. https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/06/26/fundacao-do-psl-de-bolsonaro-pagou-despesa-de-blogueiro-ligado-a-fake-news.htm
8. https://www.oantagonista.com/brasil/viu-meus-meninos-pelas-cameras-e-nao-os-convidou-para-entrar/
9. https://www.jornalciencia.com/52-ursos-polares-invadem-cidade-russa-para-comer-lixo-e-nao-morrerem-de-fome/
10. http://g1.globo.com/natureza/noticia/2012/10/producao-de-mel-colorido-intriga-apicultores-na-franca.html
11. http://g1.globo.com/natureza/noticia/2015/08/em-video-tartaruga-marinha-tem-canudo-arrancado-da-narina.html
12. https://www.bbc.com/portuguese/geral-48847312
13. http://climainfo.org.br/2019/04/26/o-mundo-perdeu-12-milhoes-de-hectares-de-floresta-em-2018/
14. https://pt.wikipedia.org/wiki/Rompimento_de_barragem_em_Mariana e https://pt.wikipedia.org/wiki/Rompimento_de_barragem_em_Brumadinho

[es] (Brasil) Comunicado 81 de ITS: Damares Anda en el Valle de la Muerte

Hoy nos enteramos a través de la prensa sobre la posible renuncia de la responsable del Ministerio de la Mujer, la Familia y los Derechos Humanos, Damares Alves (1). Las informaciones todavía son confusas, tal vez desmentidas intencionalmente para evitar un mayor desgaste a un gobierno cayendose a pedazos y que ya ha perdido algunos ministros. Si prosigue o no, existe incomodidad, eso es un hecho, puede ser un agotamiento emocional por parte de Damares. El Veja, el medio que informó de primera mano esta posible renuncia de la ministra fue claro, hubo amenazas de muerte, oposiciones y ataques. El medio puntuó y tiene razón, ciertamente la mayor amenaza hasta entonces vino de nosotros, de la Sociedad Secreta Silvestre cuando dejamos en una iglesia en Brazlândia un artefacto explosivo de 5 kilos con alto poder de destrucción (2). No nos importaba a cuantos habríamos matado y si se dirigiamos el ataque a un grupo específico, religiosos cristianos, el mismo grupo de Damares, aunque sea ella protestante. Miramos este grupo y tuvimos nuestros motivos, y en el momento dejamos clara la posición amenazadora y nuestras intenciones homicidas también contra Damares Alves. Que quede claro que todavía existen, y están cada vez más peligrosas. La Policía Federal con ayuda de Abin y otros órganos realizó un gran operativo, pero detuvo a personas aleatorias, no a nosotros (3). Seguimos desarrollando y atacando. El último ataque fue en la madrugada del último domingo (28) en el Bosque Nacional de Brasilia donde dejamos un rastro de destrucción en FLONA e incendiamos dos coches del IBAMA (4). El ataque está siendo investigado por la Policía Federal de acuerdo con Sérgio Moro (5). Por supuesto, registramos el momento para dejar claro que fuimos nosotros los autores, el vídeo puede ser accedido por cualquiera. Ya en esta ocasión concentramos nuestras amenazas especialmente a Ricardo Salles, incluso es uno de los motivos del objetivo elegido (ICMBio e IBAMA). Entonces, puedes estar caminando en el valle de la muerte, Damares, caminando en cáscara de huevos, o mejor, en un campo minado. ¿Ha pensado un culto en su iglesia volando por los aires como en Sri Lanka? ¿O un evento político suyo? ¿Y una toxina mortal en algún alimento suyo? ¿Una bala en su cabeza mientras se desplaza a trabajo? Las precauciones tienen límites cuando se es una figura pública, y además, las paredes tienen ojos. Estamos dispuestos a llevar esto hasta las más extremas consecuencias. El silencio precede a la explosión, aguarde.

Individualistas Tendendo a lo Salvaje – Brasil
-Sociedad Secreta Silvestre

1. https://veja.abril.com.br/politica/preparando-a-saida/

2. https://www.metropoles.com/distrito-federal/policia-federal-investiga-ameaca-terrorista-a-posse-de-jair-bolsonaro

3. https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,suspeitos-de-terrorismo-e-ameaca-a-bolsonaro-sao-soltos,70002673648

4. https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2019/04/28/carros-do-ibama-pegam-fogo-na-floresta-nacional-de-brasilia.ghtml

5. https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2019/04/30/policia-federal-investiga-como-dois-carros-do-ibama-foram-queimados-no-df-diz-ministro-moro.ghtml

[PT] Brasil: Comunicado 81 de ITS: Damares Andando No Vale da Morte

Enviado al mail.

Hoje nos inteiramos através da imprensa sobre a possível abdicação de cargo da Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves (1). As informações ainda são confusas, talvez desmentidas propositalmente para evitar maior desgaste a um governo caindo aos pedaços e que já perdeu alguns ministros. Se procede ou não existe um incômodo, isso é fato, quem sabe um esgotamento emocional por parte de Damares. A Veja, veículo que noticiou em primeira mão esta possível abdicação da ministra foi clara, ameaças de morte, oposições e ataques. O veículo pontuou e está certo, certamente a maior ameaça até então veio de nós da Sociedade Secreta Silvestre quando deixamos numa igreja em Brazlândia um artefato explosivo de 5 quilos com alto poder de destruição (2). Não nos importava a quantos matasse e ia dirigido a um grupo especifico, religiosos cristãos, o mesmo grupo de Damares, embora seja ela protestante. Miramos este grupo e tivemos os nossos motivos, e no momento deixamos clara a posição ameaçadora e nossas intenções homicidas também contra Damares Alves. Que fique claro que elas ainda existem, e estão cada vez mais perigosas. A Polícia Federal com ajuda da Abin e outros órgãos realizou um grande operativo, mas deteve pessoas aleatórias, não a nós (3). Nós seguimos nos desenvolvendo e atacando. O último ataque foi na madrugada do último domingo (28) na Floresta Nacional de Brasília onde deixamos um rastro de destruição na FLONA e incendiamos dois carros do IBAMA (4). O ataque está sendo investigado pela Polícia Federal de acordo com Sérgio Moro (5). Claro, registramos o momento para deixar claro que fomos nós os autores, o vídeo pode ser acessado por qualquer um. Já nesta ocasião concentramos nossas ameaças especialmente a Ricardo Salles, inclusive é um dos motivos do alvo elegido (ICMBio e IBAMA). Então, pode você estar andando no vale da morte, Damares, caminhando em casca de ovos, ou melhor, em um campo minado. Já pensou um culto em sua igreja voando pelos ares como no Sri Lanka? Ou um evento seu? E uma toxina mortal em alguma alimentação sua? Uma bala na sua cabeça enquanto se desloca a trabalho? Precauções tem limites quando se é uma figura pública, e além do mais, as paredes tem olhos. Estamos dispostos a levar isso até as mais extremas consequências. O silêncio antecede a explosão, nos aguarde.

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Brasil
-Sociedade Secreta Silvestre

1. https://veja.abril.com.br/politica/preparando-a-saida/

2. https://www.metropoles.com/distrito-federal/policia-federal-investiga-ameaca-terrorista-a-posse-de-jair-bolsonaro

3. https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,suspeitos-de-terrorismo-e-ameaca-a-bolsonaro-sao-soltos,70002673648

4. https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2019/04/28/carros-do-ibama-pegam-fogo-na-floresta-nacional-de-brasilia.ghtml

5. https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2019/04/30/policia-federal-investiga-como-dois-carros-do-ibama-foram-queimados-no-df-diz-ministro-moro.ghtml

[es] (Brasil) Comunicado 79 de ITS: Ataques Destructores a la FLONA

“Debemos caminar aquí en la Tierra pisando suavemente, como un pájaro que pasa volando en el cielo y usted mira después y no deja rastros.”
– Ailton Krenak

Como el ciclo de las aguas volvemos a luchar por el salvaje. Algunas bocas sucias hablaron contra nosotros, investigadores frustrados de la PC y PF nos cazaron hasta debajo de piedras, pero ni siquiera nos encontraron, y aquí estamos nuevamente, la Sociedad Secreta Silvestre, provocando caos y terror.

Asumimos los ataques destructores en el Bosque Nacional de Brasilia (FLONA) ocurridos durante la madrugada del domingo 28 de este mes, esta vez en la región de Taguatinga. En la ocasión realizamos los siguientes ataques:

– Destrucción parcial de una torre de señal en construcción. Intentamos, pero no conseguimos derribar la torre. En cualquier caso se ha inutilizado, las bases están seriamente dañadas, así como los cables de acero que la sostienen y han sido dañados. Todos los hilos fueron cortados, incluyendo el cable de tierra;

– Destrucción total de una placa solar destinada a alimentar la torre. Cortamos el candado de la caja de control del panel con un alicate y destruimos todo lo que estaba en su interior. Con martillos destruimos toda la placa;

– Pintas con amenazas en varias placas en el bosque, especialmente a Ricardo Salles;

– Destrucción de un pequeño puente para visitantes dentro del bosque;

– Después de ser recibidos en la entrada y en la salida por un imponente Lobo Guará, como si nos saludara, causamos el incendio y la destrucción de dos coches del IBAMA (Instituto Brasileño del Medio Ambiente) a través de artefactos incendiarios de 8 litros de gasolina divididos en cuatro botellas amarradas a pequeños explosivos y varias mechas ignitoras, dejadas en la parte delantera y trasera de las camionetas; Continue reading [es] (Brasil) Comunicado 79 de ITS: Ataques Destructores a la FLONA

[PT] Brasil: Polícia Federal investiga como dois carros do Ibama foram queimados no DF, diz Ministro Moro

Sociedad Secreta Silvestre de ITS-Brasil ha reivindicado el ataque en el comunicado 79, donde grabó y publicó un video del ataque.

Desde la prensa:

Veículos estavam no estacionamento do Instituto, na Floresta Nacional. Incêndio foi no domingo (28).

A Polícia Federal investiga de onde partiu o fogo que queimou duas caminhonetes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) na Floresta Nacional de Brasília, no último domingo (28). Os carros estavam na garagem do instituto, na BR 070.

A informação foi dada nesta terça-feira (30), pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. “Está sob apuração da Polícia Federal”, respondeu ele depois de uma pergunta durante entrevista coletiva.

Os carros foram encontrados por servidores, enquanto ainda estavam em chamas. Os próprios funcionários telefonaram para o Corpo de Bombeiros, pedindo ajuda.

Uma das caminhonetes foi totalmente destruída e a outra teve danos na parte da frente. Ninguém ficou ferido.