Tag Archives: Português

[PT] (Estados Unidos) Comunicado 90 de ITS

Nossa sede por sangue foi saciada e louvamos Pã, Dionísio e a todo o Desconhecido por nos guiarem nesta ação. Como os predadores da floresta, percebemos o cheiro de nossa vítima e atuamos a partir de nossa fome por sangue humano. Estamos pouco nos fodendo com a moralidade ocidental e todos nossos detratores anarquistas americanos. Regozijamo-nos com a elevação da própria morte desde o fundo dos mares como nossa cúmplice pessoal. Após a ação, comemoramos, fornicando enquanto o doce sangue de nossas vítimas seguia fresco em nossas mãos. Desejando a morte a toda a civilização, nosso grupo de extremistas assassinou alegremente a dois tecno-executivos na Costa Oeste, Tushar Atre y Erin Valenti.

Realizamos os assassinatos por não mais razão do que o simbolismo de ver dois apêndices fracos do sistema tecno-industrial morrendo diante de nós, agonizando e logo inanimados. Não estávamos interessados no dinheiro de Atre, ou seus empregados e como ele os abusava. De qualquer forma, as notícias falsas muito precisas corretamente argumentam que estavam se juntando às pessoas erradas! Nós rimos quando Valenti se excitou pelo fato de ser sequestrada e quando declarava diante de seus pais ter “acordado” horas antes de sua morte! A Pantera Subaquática ficou satisfeita com o sacrifício que ela parece ter aceitado.

Nos aproximamos das duas vítimas gritando “HOKA HEY!” em memória de nossos ancestrais tribais que apenas se mantinham como Chefes de Guerra se o equilíbrio de corpos fosse mantido.

Pela morte de todas as civilizações!

Que o Jaguar Negro suba do mundo subaquático para vingar nossos antepassados e satisfazer nossos desejos de sangue humano!

Pela unificação das Individualidades Selvagens!

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Estados Unidos

-A Ira da Natureza

[PT] (Chile) Comunicado 89 de ITS

“De fato, a reivindicação fundamental do anarquismo, a fim de eliminar todo princípio, ordem ou governo –Arkhé–, implica, no entanto, e como apontam os eco-extremistas, na subsistência fundamental do Social, e nisso, do Humano. Frente a isso, como vimos, o eco-extremismo busca exatamente a eliminação do Humano e sua “Regressão” ao “selvagem” e ao “individual”, para erigir o “não-humano”, eliminando assim o dualismo metafísico. É por isso que os Eco-extremistas não se consideram nem atuam como simples anarquistas. Não buscam unicamente a eliminação de todo princípio. O que buscam é a eliminação do sujeito Humano.”

“(…) NÃO, “eles não tem mais animosidade pelas pessoas da Concertación que pelas mesmas pessoas de direita”: para eles dá no mesmo se assassinam a alguém de direita, de esquerda, de cima, de baixo, negro, branco, chinês, judeu, palestino, heterossexual, homossexual, homem ou mulher, criança ou idosos, deficiente ou campeão olímpico, pobre ou rico, burro ou inteligente. Para eles, qualquer Humano civilizado merece estar morto.”

O que é o Eco-extremismo – Análise de “Individualistas Tendendo ao Selvagem

“O mundo é como uma ampulheta, do lado de cima está a civilização, com todas suas rígidas estruturas que buscam garantir a lei e a ordem, sustentadas pelo peso de suas estruturas legais e morais que trabalham para manter o conjunto coeso. O lado inferior é o Caos, e pouco a pouco, a areia vai caindo. Com ela caem todas as ilusões do progresso, todos os sonhos sobre mundos de conforto e segurança. Hoje, o lado superior ainda está cheio o suficiente, mas aos poucos o Caos vai tomando forma. É apenas uma questão de tempo para que o mundo da superioridade humana se dissolva nas ondas eternas de Caos e Selvagismo. Enquanto isso, preferimos desfrutar da queda, ao invés de nos apegarmos como néscios às miragens de uma civilização cuja própria existência se baseia em uma guerra contra o imperturbável avanço do tempo que, como marés selvagens, desfaz tudo gradualmente.”

– Oitava entrevista com ITS.

Chegamos ao momento em que as portas do inferno se abrem e os instintos mais sombrios são liberados. A ameaça invisível se desenvolve agora, em plena luz do dia, roubando, saqueando, queimando…

Nas ruas de Santiago vamos com nossos punhais e nossos artefatos caseiros buscando o caos, e indo direto ao ponto, nos responsabilizados pelos atos mais notórios dos quais participamos no meio dos distúrbios:

– Incêndios indiscriminados de carros de luxo e não luxuosos, pelo menos três queimaram completamente.

– Facadas a um cidadão-herói que tentou colocar militares contra nós com seus gritinhos. Levou algumas estocadas e os deixamos no chão, perdendo sangue, e esperamos que já tenha engrossado a lista de mortos.

– Surra em uma mulher que tentou filmar nossos rostos enquanto incendiávamos alguns carros . Não a matamos para que mais tarde não saíssem por aí nos chamando de machistas e toda essa porcaria, como se nos importássemos com isso.

As forças da terra juntamente com toda a sua misticidade nos despertaram do nosso descanso sussurrando sua anátema em nossos ouvidos: “Que o mundo inteiro arda”, e nós respondemos como antes, dançando entre as chamas que celebram o despertar dos novos guerreiros que se movem como os jovens Klóketen, assim como fizemos lá em 2016 com nossos primeiros atentados.

Nos chamem de fascistas, infiltrados, agentes da desordem, NOS DÁ NO MESMO, somos terroristas extremistas e se tivermos que “nos infiltrar” com os anarquistas para saquear um supermercado ou queimar um ônibus, faremos isso, se tivermos que “nos infiltrar” com militantes da extrema direita e aproveitar o caos para incendiar sinagogas, assim será. Porque somos como a tempestade que se desata sem avisar, como o tsunami que destrói tudo e não faz distinções de classe, de gênero nem nada. Fomos, somos e seguiremos sendo NATUREZA SELVAGEM DESCONHECIDA.

Este é um chamado a todos os provocadores, os psicopatas, aos piores dos piores da sociedade, para que provoquem distúrbios para levar à desestabilização um passo adiante. Sabemos que há anos estas terras geladas do Sul foram o lugar de incontáveis demônios que agora têm sua oportunidade de sair como nós, com o caos entre as mãos para fazer parte desta guerra e desfrutar do desastre vendo como tudo se desmorona.


Saudações de guerra aos “Incitadores do Caos”, um novo grupo de ITS no Chile, que também participou dos distúrbios. A onde quer que estejam, que o Desconhecido os proteja, irmãozinhos!

Sempre do lado do Caos!

Contra o progresso humano e sua suja civilidade!

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Chile

– Horda Mística do Bosque

[PT] (Chile) Comunicado 88 de ITS

Incitamos o caos e a destruição e mais uma vez nos aproveitamos da multidão nas manifestações nestas terras do sul, para gerar instabilidade.

Infiltrados no meio da horda alienada e de vândalos encapuzados estivemos andando com um único objetivo: o fogo e a destruição.

Adoramos as chamas ardentes penetrantes e apreciar como tudo arde. A benzina tem sido uma boa aliada. Armados com garrafas de líquido inflamável seguimos queimando tudo, sigilosos e sempre atentos aos nossos afins, dispersos seguimos e seguiremos aqui, observando e rindo das sombras.

Ânimo ao lumpem, bandidos, destruidores, aos delinquentes, saqueadores, ladrões, amorais.

O dia do caos se aproxima e desejamos a morte à cidade e ao progresso humano!

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Chile

– Incitadores do Caos

[PT] (México) Comunicado 87 de ITS

Aproveitando o clamor popular, a exigência de justiça, a administração tolerante das autoridades capitalinas e a incompetência da polícia, nós membros de Individualistas Tendendo ao Selvagem nos infiltramos na manifestação de ontem e participamos dos distúrbios gerados no centro da asquerosa Cidade do México.

Mais uma vez o Caos se apoderou das ruas e nossos grupúsculos juntamente com outros antissociais raivosos destroçaram vários alvos ao alcance de suas mãos. Esta não é a primeira nem a última vez que nos infiltramos em uma marcha pacífica, que fique claro que ITS aproveita qualquer oportunidade para desencadear o Caos, a confusão e a desestabilização, não damos a mínima para suas demandas (de quem quer que seja).

Para os sem cérebro, esclarecemos que, esta é uma pequena reivindicação de NOSSA responsabilidade naqueles distúrbios. Com isso não significa que fomos os TOTAIS responsáveis pela bela violência ocorrida há algumas horas, o mérito também é de outros com quem compartilhamos capuzes, suor, provocação e efusividade.

Pelo Oculto e o Desconhecido:

Individualistas Tendendo ao Selvagem – México

(pt) Aponte Mais Alto

Alfredo Bonanno abre sua famosa obra, “O Prazer Armado”, com esta passagem:

“Por que diabos estes benditos meninos atiraram contra Montanelli nas pernas? Não teria sido melhor ter disparado na boca? Claro que sim. Mas, além disso, teria sido mais grave. Mais vingativo e sombrio. Deixar fodida uma besta como esta pode ter um lado mais significativo, mais profundo, que vai além da vingança, do castigo pela responsabilidade de Montanelli, jornalista fascista e servo dos grandes senhores. Aleijá-lo significa forçá-lo a desistir, a lembrar-se. Por outro lado, é uma diversão mais agradável que atirar em sua boca, com pedaços de cérebros saindo de seus olhos.”

Claro, matar alguém é muito mais definitivo que deixá-lo coxo, sem dúvida. E talvez haja também consequências legais envolvidas (peso na consciência?). É como quando algumas pessoas dizem que a vida na prisão é pior que a pena de morte. Há um ponto aí, dependendo da perspectiva do observador. Pessoas inocentes podem ser libertadas, mas não podem ser ressuscitadas. Talvez um fascista coxo possa mudar seus costumes, ou talvez você apenas quer que ele sofra. Talvez você durma melhor à noite sabendo que “só o deixou coxo”. Ler a mente de alguém é um exercício fútil, então pararei por aqui.

Mas por que disparar na cara de um fascista seria mais “grave”, mais “vingativo e sombrio”? (“Ma sarebbe stato anche più pesante. Più vendicativo e più cupo.”) Bonnano passa a falar da piedade dos revolucionários, levando em consideração que a revolução está longe de ser piedosa. Para ele, estão apenas de fofoquinha, para se divertirem contra a máquina cinzenta que busca nos oprimir, e outro monte de blá blá blá insurrecional sobre ter esperança, mas sem realmente ter esperança, lutar, mas se divertir ao mesmo tempo, etc. Tudo se resume em ultrapassar estas dicotomias, e é por isso que a coisa menos grave é mais divertida enquanto que a coisa mais sensível (disparar na cara e eliminá-lo) é de alguma forma a coisa mais moral, o mais “sombrio”, e o menos subversivo.

Mas, de acordo com alguns grandes insurrecionalistas sem insurreição, ainda mais subversivo é não fazer completamente nada e fingir que o mundo “normal”, o mundo em que se vive de fato, o de milhões de pessoas, simplesmente não existe. Veja você, tudo se trata de fugas binárias, bem e mal, revolução e vida real, natureza e civilização, o Eu e Você, o Um e os Muitos, etc., apenas afirmando que não existem. (Isso me lembra a história talvez apócrifa da Rainha Vitória apagando a Bolívia do mapa após o Embaixador de Sua Majestade Real ter sido expulso do país e posto nas ruas montando um burro como forma de humilhação). Veja como tudo se trata da percepção; estar consciente em oposição e ser “inconsciente” (estar acordado* NdT 1, como as crianças dizem nos dias de hoje). E neste sentido, fazer qualquer coisa que se assemelhe remotamente ao terrorismo, violência revolucionária, ou mesmo a violência criminal, é cair nas mãos do Binarismo Opressor. Em sua bolha, se você denuncia o Binário desde o começo, você vencerá e terá transcendido. Sim, eu também sou um bastardo em minha imaginação. Meus amigos imaginários também pensam que sou especial (“Insurrecionalistas sem insurreição” me lembra a caracterização do comunista Bukharin dizendo que o anarquista é um liberal com uma bomba. Você pode fazer a aritmética sozinho). Foi aproximadamente na metade da minha vida, mas ainda posso me lembrar da Ideologia Alemã e processando o jovem Marx, seu ponto principal era que a refutação de algo no abstrato não destrói aquilo no mundo físico. Eu não vou entrar em toda a polêmica do “São Marx”, mas vou tentar citar Teses sobre Feuerbach encima de outra problemática hegeliana que o autor comunista aborda:

“O problema de saber se ao pensamento humano pode ser atribuído uma verdade objetiva não é um problema teórico, mas um problema prático. É na prática que o homem tem que demonstrar a verdade, isto é, a realidade e o poder, a mundanidade de seu pensamento. O litígio sobre a realidade ou irrealidade de um pensamento isolado da prática é um problema puramente escolástico…

A vida social é, em essência, prática. Todos os mistérios que levam a teoria ao misticismo encontram sua solução racional na prática humana e na compreensão desta prática.”

Vamos salvar o leitor de toda a questão de “o ponto está em mudar isso”. Outro marxista (Trotsky?) resumiu o princípio mais sucintamente dizendo algo como (parafraseando): “Quando uma ideia busca o controle das massas, se converte em uma força material.” Não importa se uma ideia é “falsa”, se existe um deus ou não, etc. Deveria importar, mas realmente não é assim. Se as pessoas estão prontas para matar ou morrer por ela, é uma realidade física, pode até ser uma realidade física superior (um deus?). O progresso, por exemplo, pode ser um fantasma sem base na “realidade física”, mas essa ideia criou a Hidrelétrica das Três Gargantas na China: a crença firme na ordem, no futuro, na benevolência da dominação do homem sobre a natureza, νόμος sobre φύσις. Você se negar a lidar com isso e retrair sua própria imaginação e opinião significa simplesmente que você acaba protegido por sua fortaleza de opiniões intransponíveis. Isso parece uma vitória pírrica, se é que alguma vez existiu uma.

Mas vamos voltar ao tiro na perna: não poderíamos dizer que este “prazer” está infectado pela ideologia neo-cristã, como um malware criando um backdoor no software insurrecional? Por que não é divertido ver cérebros escorrendo pelo oco de um olho, mas ver um fascista se contorcendo de dor porque lhe espatifaram a patela é legal? Pode ser que haja medo que te considerem um psicopata por matar alguém, mas regojizar-se por deixar alguém coxo não deveria te catalogar no status de psicopata, é? (explique isso para uma pessoa comum para ver se compram a ideia). Não poderia ter nada a ver com todo o assunto de “Não Matarás”, certo? Ou o monopólio absoluto sobre a vida e a morte que o Rei, o Estado, etc., reivindicaram sobre as pessoas por milênios no contexto europeu? Talvez estas pessoas deveriam começar a ser honestas consigo mesmas, mas provavelmente não o farão. Elas não deveriam se surpreender, em todos os casos, quando algum de seus compas chegue a conclusão de que todo o derramamento de sangue é “fascista”, ou se alguns mais ainda confusos flertam com os “movimentos sociais” que promovem a intervenção do Estado para desarmar todo o mundo.

A moeda humana, mesmo para o mais fervoroso insurrecionalsita, para o traidor da espécie mais entusiasta, é preciosa demais. Não vamos invalidar esta moeda, eles exortam; ao fazê-lo, a pessoa cai no cálculo moral da sociedade. Ao ser imoral, reverencia-se a moralidade, em oposição a ter a atitude correta, a “consciência correta”. Uma percepção tão alta pode tornar a travessia de uma rua um ato revolucionário, pode criar abundância do nada, pode partir o mar. Mas em termos de desafiar o humanismo inerente, o cristianismo inerente a todas as ideologias “radicais”, não podemos fazer isso. Desculpe, não vamos prestar-lhes atenção, e seguiremos com a próxima moda da semana que prometa salvar uma sociedade que não quer ser salva, ou ao menos nosso confortável lugar nela.

Atirar no joelho é atirar nos ramos mais altos. O atacante está claramente perturbado por algo a ponto de usar a violência. Por que você quer ferir essa pessoa? Por que ela tem poder? Quem lhe deu esse poder? Ou quem consente que o tenha? Há mais de “nós” que “deles”, certo? Com quem você realmente está zangado? Você realmente acha que matará a árvore se você podar o suficiente? O que te impede de atirar na raiz? Quando você se vê de frente para o indivíduo e para o coletivo, o que te impede de apontar mais alto, acima dos joelhos, na direção de onde o problema realmente está? Além do bode expiatório para a Massa amorfa que o mantém em sua posição de poder?

Nota do Tradutor:

1. A palavra usada em inglês é “woke”, termo político de origem afro-americana que se refere a uma consciência perceptiva respeito à justiça social e a justiça racial. Nas acepções mais modernas do termo, é usado para falar de consciência social em termos gerais.

[pt] (Chile) Comunicado 86 de ITS: Desmentindo a prisão de um dos nossos

Seguimos aqui, observando e rindo desde as sombras, enquanto os policiais festejam com o suposto membro detido de ITS. Saibam que estão como sempre EQUIVOCADOS e, por incompetência, novamente ficam no ridículo como em todos estes anos.

Os mortos nos protegem e é por isso os exaltamos antes do atentado, as deidades malditas do Sul nos cobrem com o seu manto e saímos ilesos de novo e de novo.

Já estamos acostumados às invenções dos canas e deste lado das cordilheiras isso não é novidade. Por acaso se lembram da piada que foi o Caso Bombas? Ou as constantes montagens fracassadas contra o povo mapuche onde resultaram policiais processados? Claro, e a maior PIADA que tem sido todas as indagações e investigações desde que dilaceramos a pele do fedido mineiro em 2017.

A mentira tem pernas curtas, e deverão engolir todas as suas palavras quando voltarmos a desencadear o Caos cedo ou tarde nestas terras do sul.

Não sabemos quem é Camilo, a verdade é que ele não forma parte da Máfia ITS, portanto, nada teve a ver com os atentados a Laderretche, Louis de Grangue e os outros que o acusam. Esses são apenas NOSSOS, e aqueles que hoje se alegram com a captura de um perigoso terrorista deverão acabar aceitado que provavelmente não prenderam mais que um vândalo, porque os supostos “materiais para a fabricação de artefatos explosivos” qualquer um pode ter em casa: parafusos, fita isolante, fósforos, carvão, etc. Mas de tudo o que estão dizendo, o mais engraçado é o do “lobo solitário”, que nem mesmo o senhor Chadwick acredita, nem o promotor, ou qualquer pessoa com um pouco de senso comum. Uma só pessoa esteve fabricando e enviando explosivos, ferindo pessoas de influência e tudo isso sem ajuda de ninguém? HAHAHA gostaríamos de ter um cúmplice assim dentro da Horda.

O chamado do selvagem nos convocou para a defesa feroz da natureza selvagem, e seguiremos até o fim por este caminho, pelo caminho do terror e dos explosivos, das feridas e assassinatos. E se algum dia realmente nos prenderem ou matarem, desde os infernos seguiremos com nossa guerra, como Kevin, como Mark, como Mauricio e como todos os antigos que enfrentaram o avanço da civilização.

Morte à civilização e ao progresso humano!

Morte a suas mentiras e truques!

Até que matem o último eco-extremista, continuaremos em guerra!

Individualistas Tendendo ao Selvagem – Chile

-Horda Mística do Bosque

(es/en/pt) Arde el amazonas, arde la conciencia de los híper-civilizados

Recibido al mail


Arde el amazonas, ya es noticia mundial. El fuego avanza y lo calcina todo, y los híper-civilizados temen… Las alarmas están encendidas y en las redes sociales todos ponen el grito en el cielo; ¡¿Por qué nadie hace nada?! ¡Nuestro planeta se está muriendo!

Pareciera que la conciencia mundial acerca del estado catastrófico en el que hemos sumergido al mundo está despertando, ¡EN 2019!, sentimos informarles que ya es demasiado tarde para eso, y “nuestro planeta” esta bien pinche condenado, o mejor dicho, “nuestro mundo” porque el planeta seguirá adelante sin nosotros.

Pero los felicitamos, han logrado que el Amazonas sea trending topic en twitter, de seguro que los animales muertos estarán agradecidos, y no hay duda de que a partir de mañana empezaremos a ver como los árboles se regeneran a base de likes y compartidas. Que puto chiste…

Hay algo que no esta en duda, la furia es una respuesta adecuada frente a la devastación, pero no de la que se indigna, sino de la furia que quema, que detona y que castiga.

Todos los dedos apuntan a Bolsonaro como el mayor culpable, y si bien es la salida fácil, no se puede negar que el cabrón esta particularmente ligado a la destrucción ambiental acelerada, sin embargo ¿Cuantos van allá de las palabras? Que nosotros sepamos, solo un grupo ha estado planeando la ejecución del bastardo. ¿Se preguntan cual?

Nosotros hace rato que vimos la crudeza de este mundo, y si algunos necesitan que se queme el pinche Amazonas entero para darse cuenta, que así sea, siempre y cuando la respuesta sea proporcional. El tiempo de las lamentaciones ha terminado, como ya decían los guerreros del ALF, ¿Si no eres tú, entonces quien? ¿Si no es ahora, cuando?

¡Ataca, quema y asesina!

¡Que la rabia se traduzca en odio misantrópico!

¡Muerte a la humanidad moderna!


Amazon burns, the conciusness of the hyper-civilized burns

Amazon burns, it’s alreadu worldwide news. The fire advances and burns everything and the hyper-civilized are afraid…The alarms are turned on and in the social media everyone is freaking out: Why nobody is doing anything?! Our planet is dying!

It seems like the global consciusness about the catastrophic state of in wich we left the planet is awakening, IN 2019! we are sorry to inform you that is too late for that, and “our planet” is pretty much fucked up, or rather “our world”, because the planet will continue forward without us

Congratulations, you made it, Amazon is now trending topic in twitter, for sure the dead animals will appreciate that, and there is no doubt that from tomorrow we will see how the trees self-regenerate themselves because of the “like and share”. What a fucking joke…

There is something that is not in doubt, Fury is an adequate response to devastation, but not the one that of the indignated ones, but the fury that burns, detonates and punishes.

Every finger points towards Bolsonaro as the one to blame, and even if this is an easy analisys, it can’t be denied that the bastard is closely linked to the accelerated enviromental destruction, however, How many go beyond words? As far as we know, only one group have been planning the assassination of the bastard. Do you wonder wich group?

We realize long time ago about the crudity of this world, and if some need that the whole fucking Amazon burns down to realize it, so be it, as long as the answer is proportional. The time for regrets is over, as the ALF warriors said, if not you, who? If not now, when?

Attack, burns and kill!

May the rage become misanthropic hate!

Death to modern humanity!


A Amazônia Queima, e Queima Também a Consciência dos Híper-civilizados

A Amazônia arde, já é notícia mundial. O fogo avança e queima tudo, e os híper-civilizados temem… Os alarmes estão ligados e nas redes sociais todos gritam aos céus: por que ninguém faz nada? Nosso planeta está morrendo!

Parece que a consciência mundial sobre o estado catastrófico em que submergimos o mundo está despertando, EM 2019! Lamentamos informar que já é tarde demais para isso, e “nosso planeta” está desgraçadamente condenado, ou melhor, “nosso mundo”, porque o planeta seguirá adiante sem nós.

Mas nós os parabenizamos, já que conseguiram fazer com que a Amazônia se tornasse trending topic no Twitter, certamente os animais mortos estarão agradecidos, e não há dúvidas de que a partir de amanhã começaremos a ver como as árvores se regeneram com base em likes e compartilhamentos. Que piada de merda…

Há algo que não resta dúvidas, a fúria é uma resposta adequada à devastação, mas não a que se indigna, sim a fúria que queima, que detona e que castiga.

Todos os dedos apontam a Bolsonaro como o maior culpado, e embora seja o caminho mais fácil, não se pode negar que o bastardo está particularmente ligado à acelerada destruição ambiental, no entanto, quantos vão além das palavras? Até onde sabemos, apenas um grupo esteve planejando a execução do bastardo. Se perguntam qual é?

Já faz muito tempo que nós vimos a crueza deste mundo, e se alguém precisa que toda a Amazônia seja queimada para se dar conta disso, que assim seja, desde que a resposta seja proporcional. O tempo das lamentações acabou, como os guerreiros da ALF já disseram: se não é você, então quem será? Se não for agora, será quando?

Ataca, queima, assassina!

Que a raiva se traduza em ódio misantrópico!

Morte à humanidade moderna!

(Brasil) Grupo ecoextremista reclama do agronegócio em MS e promete ataques neste ano

Desde la prensa brasileña.


24 de Julio

Por uma caixa de e-mail criptografada na Suíça, Anhangá, personagem conhecido nesta semana após relatar à Revista Veja que o grupo terrorista planeja atacar o presidente Jair Bolsonaro (PSL), revelou ao Jornal Midiamax que Mato Grosso do Sul é visto como um ‘inferno do agronegócio’ para a SSS (Sociedade Secreta Silvestre) e garantiu que o grupo planeja ataques para este ano no país.

Integrante de um grupo que se autodenomina eco-extremista, a sociedade faz parte do grupo terrorista internacional ITS (Individualistas que Tendem ao Selvagem), defendendo a natureza, contrária ao modo de vida atual, que prioriza a produção em larga escala em detrimento do meio ambiente. Para combater o modo de vida atual, a SSS quer difundir ‘guerra psicológica’ e afirma já ter sido autora de três ataques a bomba em Brasília.

“Uns danam colossalmente, outros danam pouco, mas todos danam e não fazemos distinções, e toda esta estrutura tecno-industrial só se sustenta porque há civis operando e a defendendo”, relata Anhangá.

Mas apesar de manter 83% da cobertura vegetal nativa, o bioma Pantanal tem apenas 4,6% da área protegidos por unidades de conservação, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente. Terra da ministra do Agronegócio, Tereza Cristina (DEM), alvo de críticas após a liberação de agrotóxicos neste ano, o Jornal Midiamax conversou com Anhangá, que significa ‘espírito que protege os animais’, em tupi-guarani, sobre as questões que preocupariam o grupo extremista.

Ele seria um dos líderes do grupo e morador de Brasília, procurado pela Polícia Federal desde o vazamento do planejamento dos ataques ao presidente da República. Na troca de mensagens, é possível perceber que a Sociedade é pequena e que teria poucos recursos para planejar grandes ataques, como admitem.

Do contato inicial da reportagem com a organização terrorista internacional ITS no México até a primeira resposta de Anhangá a reportagem, foram dois dias. Por meio do representante, a organização revela se preocupar com a devastação do ecossistema do Pantanal e do Cerrado e afirma não ter lado político, apesar de não reclamar da visibilidade trazida pela reportagem da revista de circulação nacional para o pequeno número de membros no país.

O grupo eco-extremista reencaminhou o contato da equipe de reportagem a Anhangá pelo e-mail criptografado, nos respondendo que a mensagem já havia sido enviada ao representante do ITS no Brasil.

Anhangá, então, entrou em contato da sua caixa de e-mail criptografada com a da reportagem. Ao contrário do processo de produção da matéria da revista, quando ele encaminhou um link para um chat privativo, em que as mensagens eram destruídas após 24 horas.

Dois dias antes de a Revista Veja publicar uma possível nova ameaça ao presidente, o site oficial do ITS, Maldición Eco-extremista, divulgou um comunicado enviado pelo braço brasileiro do grupo intitulado “Destruindo uma invenção política com o nosso nome”.

O texto tentava desligar qualquer atentado do SSS a ligações com a esquerda ou direita políticas. No entanto, Anhangá não negou em entrevista ao Jornal Midiamax o ódio ao que chama de ‘posturas cínicas’ do governo de Bolsonaro. O grupo também encaminhou fotos de dois explosivos que estariam sendo produzidos para serem utilizados ‘a qualquer momento’.

Qualquer um pode ser alvo

“Uma coisa que deve ficar clara é que ITS não é um grupo que visa exclusivamente atacar governos, sejam eles quais forem, até porque isso gera um enorme trabalho e custo, algo que ainda não podemos bancar. Uma visão sobre nós está sendo moldada neste sentido, e está equivocada. Nós como eco-terroristas que somos podemos visar uma infinidade de alvos, desde um simples carro até pesquisadores, estudantes ou até civis, dado que desprezamos a vida humana civilizada e consideramos que a humanidade moderna, com o seu estilo de vida, é irreconciliável com a natureza selvagem e intrinsecamente danosa. Portanto, esperem por qualquer alvo. ITS como um grupo eco-extremista internacional já atacou presidentes de megaempresas, mas também atacou civis comuns indiscriminadamente, e todos sob o mesmo impulso. Uns danam colossalmente, outros danam pouco, mas todos danam e não fazemos distinções, e toda esta estrutura tecno-industrial só se sustenta porque há civis operando e a defendendo, conscientemente, por mais que neguem que assim seja, sobretudo os esquerdistas. Então, os alvos são infindos. Governos, sejam eles quais forem, sempre foram danosos, afinal o progressismo sempre foi buscado e ele é alcançado apenas através de danos graves à natureza, como mineração, desmatamento, barramento de rios, monoculturas, etc.. Acontece que o novo governo ressignificou o interesse em danos, nos parece proposital e há muito cinismo. Olhe aquele Salles, como é cínico. Bolsonaro fazendo papel de estúpido quis rebater esta semana dados objetivos do INPE com a intenção de negar o abissal desmatamento que ocorre no país. Então, é custoso visar alvos do governo e raramente o fazemos, mas esse governo tem nos enfurecido de uma maneira bastante particular devido a suas posturas cínicas e explícitas referente a questões ambientais”.
Liberação de agrotóxicos

“Não defendemos qualquer tipo de agronegócio, tampouco agrotóxicos, nossa perspectiva é outra. Mas é odioso o que esta pessoa tem feito, defender e liberar dezenas daqueles produtos químicos, muitos deles periculosíssimos e condenados em outros países. As consequências destes produtos sempre foram drásticas, sendo abruptas ou lentas, por “menos nocivos” que fossem. Sabe-se hoje que o declínio de insetos, especialmente aqueles polimerizadores, tem relação direta com a aplicação de pesticidas. Não é atoa que vulgarmente os chamam de “veneno”. Este país é um dos que mais consomem agrotóxicos no mundo, são toneladas todos os anos, estes produtos contaminam solos, rios, córregos, matam animais e insetos e se impregnam nos alimentos distribuídos. O resultado, além dos danos graves à natureza, são doenças neurológicas, câncer e tantas outras enfermidades. Mato Grosso é um inferno do agronegócio, e o Pantanal é rico e diverso, e como qualquer outro ecossistema neste país, especialmente o Cerrado, está ameaçado pela agropecuária. Tereza Cristina é como uma outra Kátia Abreu, a nova “rainha do motosserra”, e não hesito em dizer que será tão pior quanto.

Para ilustrar melhor o absurdo enquanto terminava minhas respostas, tive que voltar nesta pergunta para atualizá-la, já que hoje, 22 de Julho, acabo de saber que foi aprovado o registro de mais 51 agrotóxicos, totalizando 262, apenas neste ano, incluindo o Sulfoxaflor, inseticida do qual estudos mostram relação com o declínio da população de abelhas. Explosivos que dilaceram membros não são nada se comparados aos danos causados à natureza por nossa espécie’.
Ligações com o Paraguai

“Não existe nenhum membro de ITS no Paraguai. Mas já há algum tempo prestamos atenção no Exército do Povo Paraguaio (EPP), que inclusive realizou um interessante ataque há pouco tempo através de um braço indígena da organização, matando um brasileiro e causando danos materiais. Mas não temos qualquer tipo de contato ou relação com o grupo, há inclusive completa divergência em nossos caminhos, apenas tiramos lições da bela atuação destes insurgentes”.
SSS e PCC

“Não existem membros de ITS por “todo o país”. O grupo não possui esta dimensão. Quando emitimos aquele comunicado [de apoio ao PCC] estávamos apenas nos alinhando às intenções destas facções de atacar e retaliar autoridades e militares, já que um “salve geral” poderia ser dado a qualquer momento devido a transferência de líderes do PCC após planos de fuga frustrados. Se isso ocorresse, mesmo sem nenhuma ligação com o grupo, certamente atacaríamos contribuindo com as intenções caóticas da facção, porque diretamente isso contribuiria também com as nossas, caos e desestabilização da sociedade”.
Ataques planejados?

Tem algo que sempre levamos em mente quando nos fazem esta pergunta. Em 1970 uma das informações cruciais para os militares alemães elaborarem um plano para aniquilar a organização palestina Setembro Negro na Alemanha, grupo terrorista que sequestrou e matou onze atletas israelenses, foi a quantidade de membros da organização. Durante as negociações na vila olímpica em Munique eles deixaram escapar seu contingente, e isso foi importantíssimo para uma contrainsurgência contra os rebeldes palestinos. Então jamais diremos quantos de nós existem, isso seria um tiro em nosso próprio pé. E sim, existem mais ataques planejados para este ano. Apenas aguardem.

Ao Jornal Midiamax, Anhangá encaminhou fotos de explosivos feitos pelo ITS